bloqueador bloqueador bloqueio

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.
O Blog O Popular mudou para melhor. Confira todas as notícias de João Monlevade e região em nosso site www.opopularjm.com.br. Clique na imagem acima e confira.

Prefeito de Bom Jesus do Amparo é preso acusado de agressões e tentativa de homicídio

O prefeito de Bom Jesus do Amparo, Pedro dos Santos Moreira “Pedrada”, 52 anos, foi preso na noite desse domingo, 29 de maio, acusado de agressão, lesão corporal e tentativa de homicídio. 


O filho dele, Pedro Henrique Magalhães Moreira, 18, também foi detido. Os dois teriam se envolvido em uma briga com outros dois homens. Um deles, identificado como Junio Victor de Oliveira Souza, 20, é suspeito de ameaçar o prefeito de morte e foi outro conduzido pela Polícia Militar.

De acordo com o boletim de ocorrência da PM, a briga entre o prefeito e Junio Oliveira começou em um campo de futebol. Os dois teriam trocado agressões e Pedro Pedrada alega que foi ameaçado de morte. Junio deixou o local em uma moto e levava com ele Wellington Jaime Ferreira, 22 anos. 

Quando passavam pela rua Amaro Futebol Clube, no bairro São Francisco, foram surpreendidos pelo filho do prefeito, Pedro Henrique, que atingiu a motocicleta com uma picape Fiat Strada, placa BBM-0112.

Os ocupantes da moto foram atirados para uma canaleta. Segundo uma testemunha, o prefeito e seu filho passaram a agredir Wellington Ferreira com socos e pontapés. Depois, usaram o capacete da vítima para bater nele. Um homem que acionou a PM disse que teve que intervir, pois teve medo de que pai e filho matassem o rapaz. Ele apartou a briga e orientou que a vítima se escondesse em sua casa. Ainda de acordo com essa testemunha, Welington chegou a desmaiar.

Esse mesmo homem que ajudou Wellington Ferreira a escapar contou também que o prefeito e seu filho chegaram a ir atrás da vítima, querendo continuar as agressões, e disseram que ele e os demais moradores do bairro estavam acobertando bandidos. No boletim de ocorrência, os policiais militares narram que encontraram o rapaz caído na varanda da testemunha, com dificuldades para conversar e reclamando de fortes dores pelo corpo. Ele foi levado por uma ambulância do município ao Pronto-Socorro Municipal de Itabira.

O outro ocupante da moto, Junio de Oliveira, conseguiu escapar após o acidente e deixou para trás a moto e o capacete que usava. Os militares conseguiram encontrá-lo na casa do sogro. Ele, que estava lesionado, contou como começou a briga com o prefeito no campo de futebol e que estava seguindo sentido São Gonçalo do Rio Abaixo quando foi surpreendido pelo filho de Pedrada. Junio foi levado ao Pronto-Socorro de São Gonçalo por parentes.

Prefeito e o filho

A picape usada pelo filho do prefeito foi levada do local do acidente. Quando os militares chegaram, o veículo já não estava mais lá. Enquanto os policiais aguardavam a perícia da Polícia Civil, Pedrada e Pedro Henrique apareceram e deram suas versões do fato.
O prefeito disse que trocou agressões com Junio no campo de futebol e que foi ameaçado de morte pelo rapaz. Pai e filho também estavam machucados e foram atendidos no Pronto-Socorro de São Gonçalo do Rio Abaixo.

Pedro Pedrada negou ter agredido Wellington Ferreira. Segundo ele, ao chegar ao local do acidente, os dois homens que estavam na moto já haviam saído correndo. A versão é contestada pela testemunha que acionou a Polícia Militar.

Questionado sobre o carro envolvido no acidente, o filho do prefeito disse que tinha repassado a um amigo. A PM ordenou que a picape fosse entregue e assim foi feito. O veículo tinha danos variados, bem como a motocicleta. Pedro Henrique afirmou que trocou socos com um dos ocupantes da moto após o acidente.

O prefeito Pedro Pedrada e o filho foram presos tão logo deixaram a unidade de saúde em São Gonçalo do Rio Abaixo. O político e o jovem são acusados de lesão corporal, agressão e tentativa de homicídio, por causa da intensidade das agressões relatadas pela testemunha. Além disso, pesa contra Pedro Henrique o fato de ter jogado o carro contra os dois homens. Já Júnio foi preso por agressão e ameaça de morte.

A picape do filho do prefeito foi apreendida. A moto de Júnio foi recolhida por um familiar. O piloto da moto foi submetido ao teste do bafômetro e teve apontado 0,328 de álcool no sangue. Por isso, teve a CNH apreendida. O capacete usado na agressão também foi apreendido pela Polícia Militar.


Wellington Ferreira foi liberado do Pronto-Socorro de Itabira e recebeu a recomendação da PM para aguardar ser convidado a prestar depoimento à Polícia Civil. A mãe da vítima guardou o laudo médico que constata as agressões e encaminharia à delegacia posteriormente.

No Response to "Prefeito de Bom Jesus do Amparo é preso acusado de agressões e tentativa de homicídio"

Powered by Blogger