bloqueador bloqueador bloqueio

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.
O Blog O Popular mudou para melhor. Confira todas as notícias de João Monlevade e região em nosso site www.opopularjm.com.br. Clique na imagem acima e confira.

Vereadores de João Monlevade defendem impeachment da presidente Dilma

Os vereadores de João Monlevade, em sua maioria, defendem o processo de impeachment da presidente Dilma (PT). Eles se posicionaram a favor da ação durante a reunião ordinária da noite de ontem (20).


O processo de impeachment foi o assunto que dominou a pauta às vésperas do feriado de Tiradentes (celebrado hoje, 21). Com Plenário vazio, além dos discursos, o que chamou atenção foi o vereador líder do PSDB na Câmara, Sinval Dias, enrolado numa bandeira do Brasil. Ele também colocou uma flâmula em sua bancada.

Foi também Sinval quem lançou o assunto do impeachment na reunião. Primeiro a falar sobre o assunto, o vereador foi enfático se dizendo muito satisfeito com o processo. Ele justificou o uso da bandeira “porque defende o país e não partidos políticos” e mais uma vez alfinetou o Partido dos Trabalhadores destacando que foi a sigla que afundou o Brasil.
O também tucano, Guilherme Nasser, disse estar contente com o processo, pois para ele é um início da grande virada para o Brasil. “Dilma, nos debates da campanha, para se reeleger, disse que geraria mais emprego, que a taxa de juros se manteria e que não haveria aumento na conta de energia. Tudo caiu por terra”, argumentou Nasser.

Na mesma linha, o vereador Carlos Gomes (PTB) ressaltou que “torce para que o processo transcorra da melhor forma possível e prevaleça a democracia com dias melhores para o povo”. Do mesmo partido, Fabrício Lopes, comentou que acredita que novos tempos virão.  Contextualizando a situação, ele citou como exemplo a cidade de João Monlevade, onde dezenas de lojas estão fechando e há grande número de desempregados. “Não tenho dúvidas de que o Senado vai acatar o desejo do povo. A maioria dos brasileiros está em situação caótica. Muitos estão desempregados e outros com muitas dívidas”, disse.

Já o presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD), citou que a votação para o processo de impeachment da presidente Dilma foi um momento único e um fato inédito para a história do país. Ele citou ponderou ainda que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não tem apoio popular e, por isso, ele acredita que muitos votos foram contrários ao impeachment por causa dele. “Se ele [Cunha] não fosse o presidente, até mesmo deputados do PT teriam votado a favor do processo”, opinou Djalma que completou: “Dilma perdeu o rumo do país e precisamos nos organizar e torcer para que venha um gestor sério. Eu não confio no Temer [vice-presidente da República] e nem no Cunha”.


Representante do PR, o vereador Vanderlei Miranda, disse que cada um avalia o fato de uma forma. Ele também ressaltou que não é desejo da população brasileira ter como presidente Michel Temer ou Eduardo Cunha.  Sobre a votação, Vanderlei destacou que muitos políticos que votaram favorável ao processo de impeachment, terão problemas para frente. a afirmação dele refere-se ao fato de que muitos deputados são investigados por desvio de dinheiro “A população tem que rever o voto, são muitos políticos sujos. Para mim, mesmo após o processo, a Operação Lava Jato tem que continuar e passar o Brasil a limpo. O político que desviou dinheiro deve ser banido da política”, enfatizou.

No Response to "Vereadores de João Monlevade defendem impeachment da presidente Dilma"

Powered by Blogger