bloqueador bloqueador bloqueio

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.
O Blog O Popular mudou para melhor. Confira todas as notícias de João Monlevade e região em nosso site www.opopularjm.com.br. Clique na imagem acima e confira.

Vereador diz que viaturas da PM estariam paradas por falta de combustível, mas comandante nega a informação

 Durante a reunião da Câmara desta quarta-feira (30), a segurança pública na cidade voltou a fazer parte dos debates entre os parlamentares.

O vereador Belmar Diniz (PT) voltou a falar sobre o tema pontuando os diversos roubos, principalmente de celulares, e relembrou os casos onde duas vítimas foram golpeadas por faca durante assaltos. Ele comentou também sobre as orientações da Polícia Militar sobre a população ajudar a prevenir os roubos, evitando o uso de aparelhos em vias públicas. “É triste privar o cidadão de sua conquista. Daqui a pouco não vamos poder usar nada na rua e vamos andar seminus. O negócio é combater o bandido, ir à fonte. Vamos prender o traficante, pois ele que é a fonte [dos crimes]. Vamos acabar vivendo numa cidade onde não vamos poder usar mais nada. Minha preocupação é esta: vamos trabalhar para não privar as pessoas dos benefícios que elas têm”, comentou.

O vereador do PSDB, Guilherme Nasser, discordou do colega petista e enfatizou a recomendação do comandante da Polícia Militar de João Monlevade, major Jayme Alves, de que todos devem fazer a sua parte para tornar a segurança pública mais forte. Como exemplo, ele citou o caso dos roubos a celulares e ressaltou a importância de não usar o telefone em locais ermos. “Temos um problema estabelecido e não podemos ficar reféns da bandidagem. Eu assumo o risco de ser assaltado ao usar o celular em local escuro ou ponto de ônibus. Não é questão de privar o cidadão de usufruir de um bem adquirido. É questão de tomar precaução. Não podemos criticar e nem exigir de uma instituição quando não fazemos a nossa parte”, disse.

O vereador Carlos Gomes (PSDB) citou um caso de tentativa de roubo de um veículo, após uma cerimônia religiosa na igreja Católica do Bairro Loanda. “Um assaltante tentou tomar as chaves do veículo de uma senhora e ela foi jogada no chão. Teve hematomas e alguns ferimentos pelo corpo. O impressionante é que havia várias pessoas no local, ou seja os criminosos estão cada vez mais audaciosos”, comentou.

O presidente da Casa, vereador Djalma Bastos (PSD) foi mais além e disse que nove viaturas estão paradas no pátio do Quartel da Polícia Militar por falta combustível.Ele pontuou a questão ao comentar sobre segurança pública na cidade e a dificuldade financeira que várias instituições, como a polícia vem enfrentado devido ao corte de verbas por parte dos governos. Hoje (31), acontece mais uma reunião entre o comando da PM e os vereadores com intuito de discutir a segurança em João Monlevade e a possibilidade de usar câmeras de segurança já instaladas em comércios no centro da cidade para monitoramento das avenidas principais.

Comandante da PM se posiciona

Sobre a falta de combustíveis o comandante da 17ª Cia Independente de Polícia Militar, major Jayme Alves,
se posicionou sobre as colocações dos vereadores. “Temos o convênio com a prefeitura e também cotas da própria PMMG. Nesse momento não temos essa situação de viaturas não patrulhar porque não tem combustível. Estamos trabalhando muito para prevenir e se preciso for também pra reprimir o crime. Equipes nas ruas motivadas e comprometidas com a segurança da nossa cidade”, disse o oficial.

Jayme Alves falou, mais uma vez, sobre as viaturas baixadas que serão devolvidas ao estado porque a recuperação delas se tornaram inviáveis. “Em todo o Estado de Minas Gerais estão acontecendo processos de descarga de veículos que a manutenção fica superior a 40% do valor do automóvel. Só em João Monlevade, são 13 viaturas que se enquadram nessa situação. As demais cidades que integram a 17ª Cia também possuem veículos considerados irrecuperáveis.Esses veículos irão a leilão em Belo Horizonte e Ipatinga, assim como para que ocorra a substituição por novas viaturas. Isso não significa que as cidades estão sem viaturas”, explicou o comandante da PM que ainda completou: “temos veículos suficientes para realizar o patrulhamento e esse processo é normal quanto as descarga de veículos já muito antigos para que possamos receber do Estado novas viaturas”. Em relação aos crimes e reuniões sobre segurança, o major Jayme destacou que os encontros buscavam respostas e ações relacionadas aos roubos na área comercial da cidade. “Em ação conjunta entre Judiciário, Ministério Público, Polícia Militar e a Polícia Civil conseguimos acautelar vários menores e prender também adultos envolvidos nos assaltos. Criamos a rede de Whatsaap que foi uma ferramenta importante que aproximou as polícias com a comunidade. Reforço que a Policia Militar está empenhada na busca de ações para prevenir e reprimir o crime”, concluiu.

No Response to "Vereador diz que viaturas da PM estariam paradas por falta de combustível, mas comandante nega a informação"

Powered by Blogger