bloqueador bloqueador bloqueio

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.
O Blog O Popular mudou para melhor. Confira todas as notícias de João Monlevade e região em nosso site www.opopularjm.com.br. Clique na imagem acima e confira.

Manifestações durante reunião conseguem adiar votação de reajuste salarial de servidores Municipais


Funcionários públicos da Prefeitura de João Monlevade foram para a Câmara de Vereadores na tarde de ontem (16) protestar contra projeto de lei que prevê o reajuste salarial da categoria em 5%.

A matéria foi elaborada pelo prefeito Teófilo Torres (PSDB) e enviada ao Legislativo sem discussão com o funcionalismo. Além do reajuste, o prefeito propõe também a postergação do pagamento dos servidores que, ao invés de receberem os salários no último dia útil do mês passariam a ter os vencimentos no quinto dia útil.

A reunião foi marcada por confusão no início, com vaias e algazarras e foi suspensa pelo presidente da Casa, Djalma Bastos (PSD) que pediu reforço policial para conter os manifestantes e retomar os trabalhos do dia.

O presidente do Sintramon, Carlos Silva, usou a Tribuna e pediu aos parlamentares que não votassem o projeto. “É uma permanente falta de respeito com o funcionalismo. Estávamos dentro dos prazos de negociação e a administração sequer marcou uma reunião com o sindicato, apesar de tentarmos. Temos condição de discutir melhor o reajuste. Outros municípios afetados com a crise [como Nova Era] conseguiram um reajuste melhor”, argumentou.

O vereador do PT, Belmar Diniz, foi o primeiro a se manifestar em favor dos funcionários públicos e destacou que os servidores estão indignados com falta de transparência da administração na negociação salarial. “O projeto é intitulado acordo coletivo e tem que ser feito de ambas as partes. Mas o que acontece é uma imposição do Executivo”, enfatizou.

Thiago Araújo (Titó - sem partido) destacou que as negociação salarial em João Monlevade, nos quatro anos do governo Teófilo Torres são iguais, sem negociações. “É uma luta contínua na reivindicação dos direitos e nos anos anteriores não foi diferente. Acredito que processo [data base] é de diálogo e negociação”, comentou.

O tucano Guilherme Nasser ressaltou que é necessário o diálogo entre a administração e o funcionalismo público. “Precisamos conversar mais para ver o que é melhor para o servidor dentro do que o município possa oferecer”, destacou o vereador que, após discussão sobre o assunto, pediu vista ao projeto que prevê o reajuste salarial.

O parlamentar Vanderlei Miranda (PR) também apresentou emenda à matéria pedindo a retirada do artigo que muda a data do pagamento dos servidores. Com o projeto vistado, a expectativa é de que a Prefeitura negocie com o Sintramon o reajuste salarial e outras cláusulas. A votação da matéria deve ficar para a próxima quarta-feira (23), véspera do feriado da Semana Santa.

Reajuste vereadores 

O projeto que prevê o reajuste salarial dos vereadores também foi vistado pelo parlamentar Guilherme Nasser. Com o reajuste, o salário do vereador aumentaria R$ 346,7, chegando a R$ 7.282,07.

No Response to "Manifestações durante reunião conseguem adiar votação de reajuste salarial de servidores Municipais"

Powered by Blogger