bloqueador bloqueador bloqueio

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.
O Blog O Popular mudou para melhor. Confira todas as notícias de João Monlevade e região em nosso site www.opopularjm.com.br. Clique na imagem acima e confira.

Câmara vota reajuste salarial de 5% para servidores, prefeito e vereadores


Foi aprovado ontem (24) na Câmara Municipal da cidade, o reajuste de 5% nos salários dos servidores públicos de João Monlevade.

O aumento já será apago pelo prefeito Teófilo Torres (PSDB) no próximo mês. Os vencimentos dos vereadores, do prefeito e secretários, também serão reajustados pelo mesmo percentual.

O presidente do Sintramon, Carlos Silva, fez uso da Tribuna Popular antes da votação e comentou que nos últimos quatro anos o funcionalismo público amarga perda salarial de 11,15%, levando em consideração que a inflação acumulada no período é de 36,15% e o reajuste da categoria alcançou patamar de apenas 25%. Ele também criticou o reajuste no vale-alimentação, que segundo ele, até o ciclo 12, não terá aumento pelo terceiro ano consecutivo. “Isso é inconcebível”, frisou.

O item que alterava a data de pagamento para o quinto dia útil do mês, foi derrubado através de uma emenda do vereador Vanderlei Miranda (PR). A votação do projeto de reajuste salarial foi acompanhado por alguns servidores que com narizes de palhaços e cartazes criticaram a posição da administração municipal em não dialogar com a categoria.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Sinval Dias (PSDB) defendeu a gestão tucana alegando que o índice de 5% é o que a administração poderia pagar com responsabilidade. Ele também atacou os manifestantes criticando o movimento de partidário. Também da base aliada, o vereador Guilherme Nasser (PSDB) foi mais sensato e enfatizou que sempre defendeu o diálogo entre as partes, apesar de as duas partes [sindicato e administração] não entrarem no consenso.

A votação do projeto não apresentou grandes novidades, além do que esperado. Os vereadores Belmar Diniz (PT), Thiago Araújo (sem partido) e Telles Superação (PHS) foram os únicos que votaram contrários à proposta em primeiro turno e se abstiveram da votação em segundo turno e votação final.

Telles Superação foi taxado de incoerente pelos colegas por ter votado contra o reajuste dos servidores e a favor do aumento dos salários dos vereadores, que tiveram o mesmo percentual de 5%.

Superação se defendeu dizendo que seguia orientações partidárias. Sinval Dais chegou a apresentar uma proposta onde os vereadores que votaram contra o reajuste deles, assinassem um documento abrindo mão do aumento salarial. Nenhum deles assinou.

Belmar Diniz fez uma contra proposta, que também não foi aceita pelos colegas. Ele disse que concordaria com o documento se todos se comprometessem a remeter a diferença salarial para o caixa do Hospital Margarida, para que fossem comprados medicamentos.

O petista também justificou que apesar de votar contra o aumento, a proposta foi aprovada pela maioria da Casa e, portanto, irá receber o aumento. Os parlamentares Belmar Diniz e Titó foram os únicos contrários ao aumento dos próprios salários.

No Response to "Câmara vota reajuste salarial de 5% para servidores, prefeito e vereadores "

Powered by Blogger