bloqueador bloqueador bloqueio

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.

As notícias do Blog agora em nosso Site. Clique na imagem para acessar.
O Blog O Popular mudou para melhor. Confira todas as notícias de João Monlevade e região em nosso site www.opopularjm.com.br. Clique na imagem acima e confira.

Abaixo-assinado contra reajuste das passagens em João Monlevade é entregue ao Ministério Público

Representantes de movimentos sociais entregam ao Ministério Público de João Monlevade nesta quarta-feira (16), abaixo-assinado em que pedem para que o Ministério Público ajuíze ação civil pública contra o reajuste de tarifas de ônibus da cidade, que chegou a 10,3%, ocorrido em 1º de janeiro.

Foram colhidas cerca de 3 mil assinaturas junto à população, desde início de fevereiro.

A mobilização é coordenada por quatro sindicatos –Metalúrgicos (Sindmon-Metal), Asseio e Conservação, dos Servidores Públicos Municipais (Sintramon), Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE) e da Construção Civil) -. pela Associação das Lavadeiras e Empregadas Domésticas, Associação Cultural Navio Negreiro (Anan), Associação Cultural Rádio Comunicativa e grupo Transparência Monlevade (que atua em redes sociais).

No documento encaminhado, as entidades argumentam, entre outras questões, que o reajuste “repercute, negativamente, no mercado (…), fazendo com que o empregador se negue à contratação de trabalhadores que não morem perto do local de trabalho”, o que afeta principalmente “aqueles que residem nas periferias da cidade, onde se concentra, justamente, a população mais carente do município”.

O texto também cobra qualidade do serviço de transporte coletivo. A justificativa para tentar reverter o aumento da tarifa é que a reunião do Conselho Municipal de Transporte (CMT) em que o reajuste foi definido teria sido convocada irregularmente, às vésperas do Natal, sem comunicação a entidades com membros órgão. O reajuste foi homologado pelo prefeito Teófilo Torres (PSDB) às vésperas do ano novo.

O valor da tarifa do transporte coletivo municipal passou de R$ 2,90 para R$ 3,20 no pagamento em dinheiro, e de R$ 2,65 para R$ 2,90 (aumento de 9,4%) com o cartão eletrônico Ensconcard. As entidades que assinam o documento pedem ao Ministério Público a revisão dos critérios para elaboração da planilha de custos e análise de irregularidades na prestação do serviço, como descumprimentos de horários e itinerários.

No Response to "Abaixo-assinado contra reajuste das passagens em João Monlevade é entregue ao Ministério Público"

Powered by Blogger