PUBLICIDADE: Drogaria Americana realiza o "1º Curso para Gestantes"

PUBLICIDADE: Drogaria Americana realiza o "1º Curso para Gestantes"
Pensando em primeiro lugar no bem-estar de nossos clientes, a Drogaria Americana João Monlevade promoverá, no próximo dia 23 (sábado) no Auditório da Acimon, seu 1º Curso para Gestantes. Serão oferecidas palestras com médica, enfermeira, obstetra e farmacêutica, todas voltadas para os cuidados que devem ser tomados com as mães e os bebês no pré e pós-parto. Através de parcerias com diversos laboratórios e empresas, serão sorteados vários brindes às mamães e papais participantes do curso, em uma manhã super agradável para esclarecer as principais dúvidas acerca de um momento tão sublime que é a chegada de uma criança na vida do casal. Além de todo conhecimento oferecido, será servido um delicioso coffee break aos participantes, tudo isto gratuitamente para as gestantes que possuírem o Cartão Fidelidade da Drogaria Americana! Não perca! Data: 23 de agosto de 2014 (sábado). Horário: A partir das 07h30 da manhã. Local: Auditório da Acimon - Rua Floresta, nº 100. Esq. Com Av. Wilson Alvarenga. Inscrições: Gratuitas! Basta possuir cadastro no Cartão Fidelidade da Drogaria Americana. Informações: 3852-9000. Drogaria Americana (Av. Getúlio Vargas, 4651. Carneirinhos. Próximo à Igreja Matriz de Carneirinhos).

Homem é morto por policial civil em João Monlevade

Bell Silva - Um homem foi morto no final da tarde desse sábado, 10, por volta das 17h30, em João Monlevade após ameaçar um investigador da 4ª Delegacia Regional da Polícia Civil de João Monlevade.
Segundo o mecânico de motos Marcelo José Barbosa, 31, ele estava na porta de sua casa, localizada na rua Terezina, 227, no bairro Satélite realizando um conserto na moto do detetive, quando Fábio Luiz Araújo de Souza, 28, o “Fabinho”, chegou ao local em um veículo VW Gol acompanhado de outros dois homens.
Fábio desceu, e o veículo seguiu com os outros dois ocupantes. Segundo a testemunha, no momento em que desembarcou do veículo, Fábio portava uma arma na cintura e passou a ameaçar o policial que deu ordens para que o autor deixasse a arma.
Duas filhas do mecânico, uma de 3 anos e outra de 5 anos estavam sentadas em um banco próximo do investigador. Temendo pela segurança das crianças, o policial tentou mais uma vez convencer o autor a deixar a arma. Ele deu voz de prisão a Fábio que o ameaçava, dizendo que iria matá-lo.
De acordo com o mecânico, o autor e policial entraram em luta corporal, tendo o investigador conseguido levar o autor até a garagem de sua residência, na tentativa de proteger as crianças. Já na garagem Fábio teria sacado a arma, um revólver calibre 38. O policial civil que também estava armado com uma pistola 380 sacou e atirou pelo menos quatro vezes, atingindo Fábio com um tiro no peito, outro de raspão na barriga, um na mão direita e outro no ombro esquerdo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Após o crime o investigador deixou o local e pelo telefone informou para a polícia que irá se apresentar ao Delegado na segunda-feira.
As crianças, segundo o mecânico, ficaram abaladas e choravam muito. “Foi uma cena horrível, o policial percebeu que o rapaz estava disposto a atirar e tentou retirar ele de perto das crianças para que elas não fossem atingidas. Se ele atira no policial perto das meninas, poderia acertar também uma delas, ou quem sabe as duas, foi uma cena muito ruim”, disse Marcelo.
A Polícia Militar foi acionada e esteve no local para dar apoio. Vários policiais civis também estiveram no local, além do Delegado Luiz Otávio. A ocorrência foi registrada pela Polícia Civil.
Fabinho já possuía passagens pela Polícia por tentativa de homicídio e furtos.
O crime mais recente que ele teria se envolvido, ocorreu no dia 06 de agosto passado no bairro Loanda, quando tentou matar Marcial Marcilay de Assis, 30, (relembre o caso). Na ocasião a vítima foi alvejada com pelo menos dois tiros.
O perito Célio Augusto esteve na cena do crime e recolheu três cápsulas deflagradas da arma do policial e um revólver calibre 38 municiado com 5 cartuchos intactos que estava na mão direita de Fabinho. Após os trabalhos de praxe, o perito liberou o corpo que foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) do cemitério do bairro Baú pela Funerária Renascer.

Motivação
Segundo informações, o detetive que não teve seu nome divulgado a pedido da Polícia para não atrapalhar as investigações, participou de uma ocorrência envolvendo Fabinho e desde então, passou a se sentir ameaçado.
A polícia acredita que o autor foi informado que o investigador estava naquele local e que Fabinho teria ido para matá-lo.
O veículo que esteve no local, até o momento não foi localizado pela polícia.
A Polícia Civil irá investigar o caso.

1 Response to "Homem é morto por policial civil em João Monlevade"

AGENTES EM ATIVIDADE TOTAL disse...

entrou mal em vagabundo

Powered by Blogger