João Monlevade, uma cidade sem direção

João Monlevade está mesmo uma bagunça. A começar pela administração municipal que não sabe, ou pelo menos finge que não sabe o valor da dívida do município que administra. Uma vergonha. O pessoal do CQC (Custe o Que Custar) da Band adoraria saber disso.
Depois da Liga Monlevadense de Futebol (LMF) praticamente descartar a possibilidade de usar o Estádio Louis Ensch, em uma partida de futebol, no dia 7 de Setembro em comemoração aos 60 anos de fundação, vem mais uma.
O Estádio virou “pau para toda obra”, menos para o futebol, na atual administração. Um Bingo ocorrido lá na tarde de ontem, causou um tumulto monstruoso no trânsito na região da Vila Tanque, Areia Preta e adjacências. Passei por lá por volta das 17hs20 e fiquei abismado com o número de veículos nas imediações. Não havia um local para estacionar, o pessoal do Setor de Trânsito (Settran) da Prefeitura Municipal, estavam mais perdidos que “cegos em tiroteio”, totalmente despreparados.
Quando eventos desse porte acontecia no Parque do Areão, hoje “Bota Fora” da administração atual, não ocorria esse problema. O Bairro Satélite é um bairro com saída para vários bairros como Lourdes, Lucília, Satélite de Baixo, José de Alencar e São Geraldo. Mas a administração municipal não teve argumentos para questionar esses pontos positivos junto ao Ministério Público para aproveitar o local. Um Bingo, durante o dia, poderia perfeitamente ser realizado no Areão.
O que falta à administração Municipal é interesse em resolver o problema, que aliás, foi uma das promessas de campanha do prefeito Gustavo Prandini em adquirir uma área para realização de eventos de grande porte.

1 Response to "João Monlevade, uma cidade sem direção"

MARIA DAS GRAÇAS RAMOS N.BRAGA disse...

Eu particularmente temente a Deus, estou querendo voltar para minha Terra Natal. A Cidade está ficando temerosa. Nem os Padres estão sabendo discernir nada.

Powered by Blogger